Religiosos avaliam Seminário sobre intercongregacionalidade

Por Rosinha Martins| 05.05.14| A CRB Nacional realizou de 01 a 04 de maio, no Centro Cultural de Brasilia, o 2º Seminário sobre Intercongregacionalidade,  com o objetivo de aprofundar e partilhar as experiências missionárias feitas a partir de projetos intercongregacionais. Assessores e assessoras ajudaram na reflexão de temas iluminativos, como a Aliança na perspectiva Bíblica, a dimensão profética da intercongregacionalidade e a Intercongregacionalidade  como  comunidade de missão.

Durante o Seminário foi possível a partilha de várias experiências missionárias apresentadas por Religiosas que já fazem ou fizeram a experiências em comunidades intercongregacionais no Brasil (Amazônia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Nordeste, Centro-Oeste e em outros países como Haiti e Timor Leste).

Participantes  se expressaram sobre o que significou a realização deste Seminário.

Foi um marco dentro da história da CRB. Nos primeiros anos as congregações viviam isoladas e quem contribuiu para a quebra desse isolamento foi a criação da CRB Nacional, há  exatamente 60 anos. Este seminário pode ser considerado um segundo marco importante dentro desta trajetória histórica na qual  tomamos consciência do quanto ainda estamos trabalhando isoladamente, enquanto poderíamos trabalhar melhor, de uma forma mais conjugada entre nós,  através de atividades intercongregacionais. (Irmão Edgard Hengemule, fsc, mestre de postulantes em Sapucaia do Sul-RS e coordenador da CRB Regional de Porto Alegre)

Significou abertura, sinal de profetismo da Vida Religiosa do  Brasil, despertar a consciência de todas as congregações de um novo ardor missionário para estarmos aonde, hoje, as novas exigências da sociedade nos pede, lugares e espaços que somos chamados a descobrir. Não tenho dúvida de que o caminho é a intercongregacionalidade. (Irmã Lúcia Teresinha Antônio – Congregação das Filhas da Caridade Canossianas – Trabalha com meninas de 0 a 18 anos em situação de risco , em Araras- SP.

Foi muito positivo pelo número de participantes, pela profundidade do conteúdo tratado e a metodologia usada. As pessoas se sentiram muito à vontade, com muitas partilhas e muita reflexão. Saio daqui com muita esperança, feliz por ver tantas coisas acontecendo e esperançoso que a intercongregacionalidade aumente cada vez mais, não porque somos fracos e poucos mas porque, nos unindo,  seremos um sinal na sociedade de hoje que divide e separa. (Irmão Joaquim Sperandio, fms – membro da Diretoria Nacional da CRB)

Me iluminou, me sacudiu, me confirmou na certeza de que o caminho é por ai. Há dois meses que estou na Equipe itinerante e tenho muito que agradecer a CRB, pois foi um caminho de iluminação estes quatro dias que aqui passamos, pois veio coroar o processo que venho fazendo. A CRB está de parabéns pela organização, pois foi um Seminário leve, profundo e provocativo. Agradeço também a minha congregação por me possibilitar este caminho.

A intercongregacionalidade é o caminho para desafios novos, para respostas novas e presenças novas neste  novo tempo. (Irmã  Joaninha Onório Madeira – Imãs da Imaculada Conceição ( Irmãs Azuis) – Membro da Equipe Itinerante Manaus – AM

“Desde a fraternidade, a amizade, o ambiente, a fraternura que houve entre nós, saber que a intercongregacionalidade deixa de ser uma experiência e passa a ser um projeto. O Seminário contribuiu e ajudou-nos a perceber que é um projeto administrado pela CRB que tem resultados e que nos anima a manter-nos nesta linha da intercongregacionalidade”, relatou o assessor, padre Edson Castro da Silva, Superior Provincial da Província Brasil-Centro, dos padres do Verbo Divino.

O 2º Seminário teve o encerramento às 16h deste domingo, 04.

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »