Portal

Participação expressiva de Religiosas/os marca o segundo dia no 5º Congresso Missionário em Manaus

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

No segundo dia do 5º Congresso Missionário Nacional, sediado em Manaus de 10 a 15 de novembro, o destaque foi sobre a marcante presença da Vida Religiosa Consagrada, simbolizando um compromisso cotidiano com os mais necessitados. Um expressivo número de homens e mulheres consagrados demonstra o comprometimento com a dimensão missionária da Vida Religiosa do Brasil.

No painel temático do evento, as irmãs Márcia Elói, Lúcia Weiler e Zuleica Silvano ofereceram suas contribuições para aprofundar a temática “Corações Ardentes, Pés a Caminho”, inspirada em Lucas 24,13-35. Irmã Zuleica se dedicou a aprofundar o sentido bíblico da passagem, enquanto Irmã Márcia abordou o evento de Pentecostes e o envio do Espírito Santo aos discípulos e discípulas, destacando a implicação desse discipulado na união espiritual com convicção, promovendo uma pertença mútua. Ela ressaltou que o Espírito Santo não apenas guia, mas impulsiona a Igreja e as comunidades cristãs a superarem barreiras. A vivência do Espírito Santo, um presente do Ressuscitado, capacita a Igreja para a missão, ancorando-se na experiência de Pentecostes.

O painel seguiu com a Irmã Lúcia Weiler, trazendo uma reflexão aprofundada sobre os “corações ardentes” e os “pés a caminho”, especialmente sob a perspectiva feminina. Ela explorou a mística das Mulheres da Aurora, como Maria Madalena, que perseveram incansavelmente até obter notícias do seu Senhor. Ela ressaltou ainda que a história da Igreja carrega significativas marcas, particularmente no que diz respeito às mulheres. No âmbito missionário, enfatizou a necessidade de dar destaque às mulheres, evidenciando seu papel na Igreja. Além disso, sublinhou a importância de recuperar espaços nos quais as mulheres são excluídas e maltratadas, promovendo uma abordagem mais inclusiva e respeitosa.

Texto com informações de Ir. Luciana Mattos e Ir. Elisângela Aparecida, fotografias de Messias Pereira e Victória Holzbach

Publicações recentes