Oração do Angelus e benção dos “bambinelli” – 15/12/2019

Iniciada com o Papa São Paulo VI, a iniciativa de abençoar as imagens do Menino Jesus que serão colocadas no presépio completa 50 anos.

Cidade do Vaticano

Ao final da oração mariana, se repetiu uma tradição no III Domingo do Advento, que este ano completa 50 anos: a bênção dos “bambinelli”, as imagens do Menino Jesus que serão colocadas no presépio.

Evangelho vivo

Dirigindo-se às crianças, o Papa disse:

“Levantem as imagens! Eu as abençoo de coração. O Presépio é como um Evangelho vivo. […] Ao mesmo tempo que contemplamos a representação do Natal, somos convidados a colocar-nos espiritualmente a caminho, atraídos pela humildade d’Aquele que Se fez homem a fim de Se encontrar com todo o homem, e a descobrir que nos ama tanto, que Se uniu a nós para podermos, também nós, unir-nos a Ele.”

Antes de o Papa abençoar as imagens, as crianças e suas famílias participaram de uma programação, que incluiu a Missa celebrada na Basílica Vaticana pelo cardeal Angelo Comastri, vigário do Pontífice para a Cidade do Vaticano.

Lição de espírito cristão

Esta tradição nasceu em 1969 com o Papa Paulo VI, numa iniciativa dos centros paroquiais romanos, que, depois, se espalhou para muitos países.

No dia 21 de dezembro daquele ano, a alocução de São Paulo VI foi inteiramente dedicada ao presépio: “Este reaviva a memória do grande acontecimento, o nascimento de Jesus, o Salvador, o Filho de Deus feito homem; e se torna um cenário evangélico, uma lição de espírito cristão”.

Vatican News

Posts relacionados