Antropologia é destaque na formação dos participantes do CERNE 124

Compartilhe nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
X
Telegram

A 124ª edição do Centro de Ressignificação Espiritual – CERNE, que se estenderá até 21 de março, concluiu a terceira semana. O término desta etapa marcou o fim da etapa Antropológica e o início da etapa do Seguimento.

Sob a assessoria da Irmã Vânia Martins conduziu uma reflexão sobre Antropologia, sexualidade e gênero. Guiou os participantes a uma introspecção, incentivando a percepção de si mesmos como seres humanos dotados de habilidades e potencialidades que se revelam nas relações interpessoais.

A fase subsequente, a do Seguimento, começou com uma jornada espiritual conduzida pelo Pe. Roberto Tiago Mayer. Os participantes foram imersos em um dia de deserto, guiados a trilhar os passos de Jesus com as “sandálias da kénosis e pés na caminhada!”.

Dando sequência, Frei Edalan Guedes de Araújo, da Ordem dos Mercedários, abordou a Espiritualidade do Seguimento de Jesus e Maria discípula-missionária. Nessa fase, os participantes foram guiados a adotar o discipulado kenótico, demandando um “encontro pessoal com Jesus Cristo, que abre os olhos para descobrir o sentido de uma entrega radical a Ele”. Abraçando, assim como Maria, a causa de Jesus, que confere significado ao que vivem e fazem, transcendendo a própria existência, como defendia Dom Pedro Casaldáliga.

Em ambas as etapas, a complexidade da condição humana foi explorada, abrangendo os contextos social, cultural, histórico, psicológico, emocional e espiritual. Aprofundou-se a compreensão das experiências humanas, revelando a clareza com que se elucidam, conectam e inserem no caminho de Deus entre nós. Assim, os participantes foram equipados com ferramentas para compreender a essência da condição humana, alinhando-se efetivamente com o propósito do Reino de Deus e trilhando os passos de Jesus pela Igreja.

« de 3 »

Publicações recentes