Começa, em Aparecida, a 51ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

Rosinha Martins| 10.04.13 | Teve início na manhã desta quarta, 10, a 51ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil que acontece em Aparecida, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida. Os bispos deram início à reunião com a Celebração Eucarística que contou com a participação do prefeito de Aparecida (SP), Márcio Siqueira;  o vice-presidente da CNBB, dom José Belisário; o Núncio Apostólico, dom Giovanni D’ Aniello; o presidente  da CNBB, dom Damasceno; o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner; reitor do Santuário Nacional, padre Domingos Sávio e demais arcebispos e bispos participantes da Assembleia.

Participam também da Assembleia, o Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovanni D’Aniello, Mons. Gianluca Perici, primeiro secretário da Nunciatura e a presidente da CRB Nacional- Conferência dos Religiosos do Brasil, Irmã Márian Ambrosio.

O Arcebispo da Arquidiocese de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Raymundo Damasceno, saudou os presentes. “No começo de todos os nossos trabalhos, esse ato solene – pelo qual nos associamos à oração de Nosso Senhor – manifesta nossa convicção de que acima de tudo e no princípio de todas as nossas ações, está o amor de Deus”, afirmou.

Dom Damasceno disse,  ainda,  que a Assembleia Geral dos Bispos é uma experiência de partilha fraterna, oração, estudo e reflexão, que fortalece a comunhão dos bispos entre si e com o sucessor de Pedro, para melhor servir as Igrejas particulares.

O cardeal ressaltou o tema da Assembleia ‘Comunidade de comunidades: uma nova Paróquia’. “A  atenção da Conferência volta para essa mais que milenar instituição, na qual se desenvolve o dia a dia da vida da quase totalidade dos católicos. À luz da Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, que se realizou aqui em Aparecida, no ano de 2007, aprofundaremos a reflexão a respeito das implicações da ‘conversão pastoral’ ” , relatou.

Segundo dom Damasceno, é preciso promover cada vez mais a vida comunitária nas paróquias e seu dinamismo missionário é o desafio que se nos apresenta nesta hora. “Para isso, nós precisamos ter a coragem de fazer as modificações necessárias nas estruturas paroquiais, tomando como pontos de referência fundamentais: Jesus Cristo e seu estilo de atuação, os desafios e sinais dos tempos atuais e a rica história da Paróquia”, disse.

O projeto do Diretório para a Comunicação da Igreja no Brasil, a questão agrária no Brasil, a Jornada Mundial da Juventude serão temas de discussão na Assembleia que vai até o dia 19 de abril, sexta.

Fonte: cnbb

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »