Paris (RV) – A Roda de Capoeira, prática cultural afro-brasileira que combina luta e dança, foi declarada, nesta quarta-feira, 26/11, Patrimônio Imaterial da Humanidade. “Os capoeiristas formam uma roda e dois deles competem no centro dela. Os movimentos exigem uma grande destreza corporal. Os participantes que estão na roda cantam e dançam e tocam palmas e instrumentos de percussão”, indica a Agência da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O comitê do patrimônio imaterial incluiu a capoeira na lista em uma reunião em Paris, onde também foram incluídas outras sete manifestações procedentes da Argélia, Armênia, Azerbaijão, Bolívia, Bósnia Herzegovina, Bulgária e Burundi.

A Unesco esclareceu ainda que os homens e mulheres que participam das rodas de capoeira têm um mestre. “Este é a fonte dos saberes da roda, que se transmitem aos demais participantes por meio da observação e da imitação, promovendo ao mesmo tempo o respeito mútuo e a coesão social”, informou ainda a Unesco.

O Brasil já contava com outras quatro manifestações culturais na lista dos Patrimônios Imateriais da Humanidade. Em 2008, foram incluídas as expressões orais e gráficas dos “Wajapi” e o samba de roda do Recôncavo baiano. Os últimos patrimônios brasileiros a terem sido incluídos na lista foram o Frevo de Carnaval do Recife e o Círio de Nazaré, em Belém.

A celebração do Círio de Nazaré é realizada no segundo domingo de outubro e reúne milhares de pessoas que participam da procissão em honra a Nossa Senhora de Nazaré, naquela que é considerada uma das maiores procissões religiosas do mundo. A imagem da Virgem Maria em madeira é conduzida desde a Catedral da Sé até a Praça do Santuário de Nazaré. (RB)

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?