Cidade do Vaticano (RV) – Pelo menos 200 pessoas foram massacradas nesses últimos dias na mesquita Kali-Ballee e 400 ficaram feridas no Estado de Unity, no Sudão do Sul. A notícia foi divulgada nesta segunda-feira. Não é o único episódio de sangue: os milicianos, fiéis ao ex-presidente Riek Machar de etnia Nuer, trucidaram centenas de civis de etnia Dinka em várias cidades de Bentiu. A ONU condenou o massacre, falando de crimes contra a humanidade. O conflito no Sudão do Sul teve início em dezembro passado.

O missionário comboniano Pe. Raimundo Nonato Rocha dos Santos da Diocese de Balsas, Maranhão, trabalhava na missão dos combonianos, em Leer, no Sudão do Sul. Ele agora se encontra em Juba, capital. A missão foi saqueada recentemente e Pe. Raimundo e outros missionários fugiram da missão e se refugiaram no mato junto com os civis. Ele nos conta sua experiência. (MJ)

{mp3remote}http://www.crbnacional.org.br/site/images/audios/sul_sudao.MP3{/mp3remote}

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?