Sobrevivência cultural dos povos da Amazônia continua em risco

{mp3remote}https://www.crbnacional.org.br/site/images/audios/amaznia legal.MP3{/mp3remote}

Cidade do Vaticano (RV) – O I Encontro da Amazônia Legal vai reunir de 28 a 31 de outubro, em Manaus, os bispos dos 6 Regionais da CNBB que formam a Amazônia Legal, o Núncio Apostólico no Brasil, representantes do CELAM, coordenadores de pastoral, religiosos, religiosas e leigos engajados. Na agenda do encontro estão a discussão ao redor da realidade político-social, econômica, cultural e religiosa da região amazônica e a contribuição da Igreja Católica para a promoção e a defesa da vida dos habitantes da região e de sua rica biodiversidade.

O primeiro Encontro da Igreja na Amazônia se realizou também em Manaus, de 2 a 6 de junho de 1952, e vários outros se sucederam, mas o evento de Santarém, no Oeste do Pará, em 1972, teve destaque na história dos Encontros da Igreja na Amazônia.

“Cristo aponta para a Amazônia” lembrava o Papa Paulo VI aos Bispos na ocasião. Paulo VI os animou citando Atos dos Apóstolos (18,9): “Não tenham medo, continuem a falar e não se calem, pois eu estou convosco”. Naquela ocasião, foi lançado o Documento de Santarém, considerado o mais importante documento da Amazônia.

Intitulado “Linhas prioritárias da pastoral da Amazônia”, o texto conserva o que há de mais atualizado em relação aos documentos do Concílio Vaticano II e da II Conferência Geral do Episcopado Latino-americano de Medellin. Definiram-se as ações internas de evangelização da Igreja na Amazônia, como formação pastoral para os leigos, comunidades cristãs de base, pastoral indígena e acompanhamento das questões sociais: conflitos de terra, construção de estradas, usinas e barragens, e outros.

Dom Erwin Krautler, bispo prelado do Xingu, no Pará, denuncia que grandes projetos pensados para a Amazônia e impostos ‘do alto’, ameaçam a sobrevivência cultural dos povos amazônidas. E acredita que nossa dívida com os povos indígenas e seus antepassados ainda está longe de ser quitada. Ouça a reportagem completa clicando acima.
(CM)

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »