“A Vida Consagrada faz alianças em vista do Reino de Deus”, afirma assessora

Religiosas e Religiosos se encontram reunidos em Brasília em torno do tema da aliança entre Congregações para fortalecer os projetos missionários da Vida Consagrada do Brasil, também denominado ‘projeto de intercongregacionalidade’.

O grupo conta com a ajuda de assessores nas áreas da teologia, da Bíblia e da missão para ajudar no aprofundamento do tema.

Coordenadora da Conferência Regional dos Religiosos de Fortaleza-CE, Irmã Maria Áurea Augusto Marques, da Congregação das de Nossa Senhora de Caridade do Bom Pastor tratou do tema da intercongregacionalidade como sinal da aliança com Deus. Lembrou que o termo aliança no mundo mercadológico e dos negócios difere diametralmente do sentido da aliança estabelecida entre as congregações religiosas.  No mundo do mercado e dos negócios as alianças visam o lucro; na Vida Consagrada as alianças que se firmam são para a construção do Reino de Deus”,  afirmou.

Irmã Áurea fundamentou o tema da aliança nas Sagradas Escrituras, a partir do livro de Josué, segundo ela, para confirmar que o pacto que realizado entre as congregações tem uma origem divina. “É um projeto divino, é um diálogo que Deus teve sempre com seu povo e terá conosco e a expressão deste diálogo é a aliança. Afirmou ainda que, estabelecer  alianças na Vida Consagrada é concretizar o diálogo da fidelidade com Deus”.

Ainda segundo a assessora a intercongregacionalidade comporta riscos por causa da mediação humana, mas nem por isso deixa de ter as suas perspectivas excelentes para a missão. “Com a intercongregacionalidade vamos anunciar mais longe o Reino de Deus. A aliança é uma maneira de superarmos os nossos limites, em função da missão e da vida”, relatou.

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »