Por Julio Caldeira| 08.10.14| Missionárias e missionários brasileiros que trabalham em terras equatorianas se reuniram, nesta terça-feira (7), pelo sexto ano consecutivo, para celebrar a festa de Nossa Senhora Aparecida e marcar o início do Mês das Missões. O diretor das Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Brasil, padre Camilo Pauletti, que se encontra naquele país para uma visita aos missionários, partilhou sua experiência de missão e falou sobre o documento 100 da CNBB “Igreja, comunidade de comunidades”.

A perspectiva é de que a caminhada da Igreja no Brasil pode iluminar e animar o serviço dos missionários brasileiros que atuam no Equador.

O encontro reuniu, na Casa de formação dos padres Cavanis, em Quito, 25 missionários provenientes de dez estados brasileiros (Amazonas, Maranhão, Sergipe, Pernambuco, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul). Na missão, o grupo trabalha em oito Províncias do Equador (Esmeraldas, Los Ríos, Imbabura, Pichincha, Chimborazo, Pastaza, Napo e Sucumbíos). Participaram também, dois missionários que trabalharam no Brasil e com brasileiros que vivem no Equador.

Segundo relato feito pelo padre Júlio César Caldeira, missionário da Consolata do Rio de Janeiro que vive em Sucumbios, na Amazônia equatoriana, a alegria foi um dos pontos chaves do encontro, “desde a partilha das vivências missionárias, das inquietações e das motivações para seguir a missão nesta querida terra”. As reflexões do padre Camilo reforçaram a convicção de que “não é possível comparar e transportar o modelo do Brasil para o Equador, mas é necessário fazer um processo de kenosis (“tirar o sapato”), rebaixando-se à realidade do povo (“entrar neste chão”), e ao caminhar com ele, ir construindo um verdadeiro processo evangelizador”.

Em sua reflexão, o diretor das POM no Brasil sublinhou ainda, a importância de fomentar “uma verdadeira mística do discípulo missionário, onde tenhamos a certeza de que ‘conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria’” (DAp 29).

O encontro concluiu com a Eucaristia da solenidade de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil e “exemplo de autêntica discípula missionária”. A missa foi presidida por dom Celmo Lazzari, bispo brasileiro do Vicariato de Sucumbíos. O próximo encontro será realizado em outubro de 2015, na província de Esmeraldas, zona litorânea do País.

 

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?