Por Rosinha Martins|18.06.2015| Cerca de 130 pessoas, entre religiosos, religiosas e leigos interessados pelo tema da missão, se reuniram em Belo Horizonte para discutir o tema Espiritualidade Missionária, assessorado pela religiosa xaveriana, Irmã Tea Frigerio. O encontro de formação missionária,  promovido pela CRB Nacional aconteceu de 28 a 30 de maio na CRB Regional de Belo Horizonte, nas dependências da Igreja São José, dos missionários  Redentoristas, na capital mineira.

A assessora Irmã Tea deu início à sua reflexão com as seguintes questões: a partir de que lugar queremos refletir sobre missão? Qual o conceito de missão temos?  Que estilo de missão queremos viver?

De acordo com a assessora, a missão tem uma dimensão pneumatológica pois é ação do Espírito. “Queremos deter nosso olhar tendo a perspectiva do Espírito Santo, pois muitas vezes esta segunda parte da obra de Lucas (Atos dos Apóstolos), foi chamada de A Boa Nova do Espírito Santo”, disse.

Segundo Frigerio, o livro dos Atos dos Apóstolos pode ser interpretado  como o Evangelho do Espírito, pois é possível ler e descobrir toda a sua ação perpassando a narrativa. “Seguindo a perspectiva do próprio autor, Lucas, procura reconstruir o Movimento de Jesus, após a ressurreição, como um Movimento do Espírito Santo, como um movimento de pessoas conduzidas por este Espírito”, acrescentou.

É preciso, disse a assessora,  se colocar  em atitude de fidelidade ao pensamento e propósito que Lucas deu ao seu livro que é reler e reconstruir o Movimento de Jesus como Movimento do Espírito; reler, repensar, reconstruir a Igreja posterior em continuidade, concreta e específica, como Movimento de discípulos e discípulas de Jesus movidas pelo Espírito Santo.

Ainda, para Irmã Tea,  missão é ser e fazer discípulos e esta  tem uma característica própria de envio Enviado aos pagãos, Jesus se deixou modelar pela sabedoria do cotidiano deles, como o caso da cananéia, no qual ela respondeu a Jesus com a sabedoria do cotidiano. Na concepção dela existia uma só mesa, onde se incluía também os cachorrinhos. A partir da resposta da mulher, Jesus muda a sua compreensão em relação à sua própria missão.

Segundo Irmã Tea, ao recuperar a ideia original da missão como ‘Missio Dei’ a consciência missionária sofre uma transformação. Do mesmo modo ao olhar para Paulo à luz da ‘missio dei’, um novo horizonte se abre à nossa frente. “Missão é anuncio do Evangelho de Deus, é convocação a viver conforme o anúncio acolhido, a exemplo daquele que é o portador da Boa Notícia”. E concluiu afirmando que Paulo começou sua evangelização pelos últimos. “Para ele, o que é fraqueza no mundo, Deus escolheu para participar da sua grandeza divina. A verdadeira força sempre esteve naquelas pessoas que sustentam a base. E hoje, onde está a verdadeira força? Não podemos esquecer que devolver a dignidade às pessoas é fazer com que elas experimentem a ressurreição”.

Participaram do evento, as assessoras executivas da CRB Nacional para a Missão, Irmã Maria  de Fátima Kapp, ssps e Irmã Ivani Brito, ij.

 

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?