Identidade das Novas Gerações no processo sinodal é tema no Congresso

Compartilhe nas redes sociais

Facebook
WhatsApp
X
Telegram

No dia 04 de novembro, o V Congresso das Novas Gerações foi um dia de profunda reflexão e partilha. O assessor do encontro, Frei Rubens da Mota, conduziu a discussão sobre a Identidade das Novas Gerações no processo sinodal.

Durante o encontro, os participantes se reuniram para discutir os desafios enfrentados na busca por uma vivência sinodal. Identificaram essas dificuldades e apresentaram propostas concretas para orientar o caminho em direção a uma maior sinodalidade, ressaltando a importância de “caminhar juntos/as” e da criação de “grupos de vivência”.

Os desafios destacados pelas Novas Gerações incluem a dificuldade em promover a participação de todos os membros de forma efetiva e inclusiva, a falta de comunicação eficaz e a resistência às mudanças nas estruturas institucionais tradicionais. Além disso, a complexidade em harmonizar as diferentes gerações de religiosos, cada uma com sua visão e experiência, também foi mencionada como um obstáculo para a sinodalidade.

« de 6 »

Os participantes destacaram a necessidade de estabelecer espaços e estruturas que facilitem o diálogo entre diferentes gerações e a colaboração, onde todos possam expressar suas perspectivas.

A formação de “grupos de vivência” foi apontada como uma ferramenta eficaz para promover a compreensão mútua e construir pontes entre as gerações. Além disso, sugeriu-se a implementação de processos de formação e capacitação voltados para a sinodalidade, bem como a promoção de uma cultura de escuta ativa e respeito às opiniões divergentes.

Confira o Boletim do terceiro dia:

Publicações recentes