Canções que tocam a alma

José Fernandes de Oliveira, mais conhecido por Pe. Zezinho, religioso presbítero dehoniano, completa 80 anos. Podemos dizer que ele representa o que de mais criativo e ousado tivemos e ainda temos de composições musicais formativas e litúrgicas, pois suas canções, até hoje, traduzem sentimentos, fé e um testemunho educativo evangelizador de grande profundidade.

Como muitos da minha geração, fomos marcados pelos cantos que ecoavam nas pequenas comunidades, capelas e grandes igrejas. Pessoalmente, sou grata a Deus por ter conhecido o Pe. Zezinho e partilhado de muitos momentos de sua caminhada, além das suas produções musicais, no cultivo da amizade, no compromisso da pastoral e animação da Vida Consagrada.

Pe. Zezinho surgiu bastante jovem, quando o movimento da “Jovem Guarda” estava começando no Brasil. Ele foi a versão genuína católica da música para jovens, adultos e, inclusive crianças, tal era sua versatilidade em compor, sempre movido pela Palavra de Deus, ajudando a refletir sobre os sentimentos de Jesus, “amar, viver, sentir, sorrir, servir como Jesus”.

Aliás, a produção musical do Pe. Zezinho é eminentemente bíblica, exatamente em uma época em que o Concílio Vaticano II estava em plena concretização no Brasil e na América Latina. Músicas sobre família contribuíram imensamente para a pastoral familiar.

Não posso deixar de mencionar a beleza de textos e canções marianas que marcaram a religiosidade popular no Brasil. É impossível ir ao Santuário de Aparecida e não cantar de forma quase impulsiva “vim visitar aquela que chamam Senhora de Aparecida”. É, posso dizer, um hino de louvor e beleza produzido pela mente iluminada e mariana do Pe. Zezinho.

Seus 80 anos coroam décadas de serviços à Igreja do Brasil. Religioso presbítero coerente, livre, comprometido com o carisma dehoniano e cheio de afeto pelo povo de Deus. A CRB louva a Deus por este homem religioso de fé e deseja que ele continue com saúde, lucidez e determinação, sempre pronto a dar razão a própria esperança (cf. 1Pd 3,15).

Ir. Maria Inês Vieira Ribeiro, mad

Presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

Consultora da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e

das Sociedades de Vida Apostólica

Fonte: AGENDA 2022/Paulinas

Posts relacionados