Religiosos e Religiosas se reúnem para meditar o Livro do Apocalipse

Religiosos e Religiosas de todas as partes do Brasil se reúnem em Brasília para fazer leitura do Apocalípse na perspectiva das Núpcias 

Por Rosinha Martins| 16.08.13| Vi um novo céu e uma nova terra. Esse o tema do Seminário de Espiritualidade Bíblica que reúne em Brasilia, religiosos de todas as regiões do Brasil e atuantes em vários campos da missão.

De acordo com o biblista, frei Rivaldave Torquato, a finalidade é dar um contributo de espiritualidade bíblica para a Vida Religiosa como animação para aqueles que já estão na luta tenham um fortalecimento com a Palavra de Deus.

“O Apocalípse  é uma nova leitura da profecia, ou uma profecia de longo alcance. O próprio livro insiste nisso. E nesse aspecto vem muito de encontro com a Vida Religiosa. O Apocalipse vem revigorar a dimensão profética da Vida Religiosa sobretudo enquanto ele recupera a força do passado, nos convida a ter uma visão clara da conjuntura política de sistemas totalitários, e nos convida a fazer  uma experiência profunda de Jesus Cristo ressuscitado como cordeiro imolado, na perspectiva dos imolados de ontem e de hoje e ainda outro elemento importante é a perspectiva litúrgica”, relatou.

Por ser um livro marcado pela simbologia no decorrer da história este livro bíblico tem causado medo a muitas pessoas. Segundo o frei este livre está longe de ser um livro assombroso. “A literatura apocalíptica é uma leitura de consolação para os momentos de crise, uma profecia de grosso calibre para animar as pessoas que estão desanimadas. É um livro que vem trazer esperança. A linguagem simbólica fala de queda das estrelas, desaparecimento do sol dragões, toda essa linguagem faz com as pessoas vejam catástrofes atuais, como realização do apocalipse, ou seja, o apocalipse fala de maneira simbólica mas  as pessoas lêem o texto de forma literal e isso causa medo do livro.

O frei afirmou ainda que toda leitura do Apocaípse que, ao  invés de incutir esperança, animo, incute o medo, essa leitura é em principio falsa, não confere ao espírito da obra. Para ele, o  Apocalipse não tem espaço para arquibancada pois todos jogam a favor ou contra o Reino de Deus. “Quem está do lado daqueles que exclui terá muita dificuldade de entender a mensagem deste livro porque ela é justamente para as pessoas que estão sofrendo, excluídas, desanimadas. O Apocalipse precisa ser colocado no contexto do Império Romano, das perseguições, onde cristãos eram martirizados, isto é lavavam as suas vestes no sangue do Cordeiro e neste contexto de martírio, o Apocalípse vem consolar o lado que está sendo massacrado”, concluiu.

Mateus de Jesus Donizete Albino, Poços de Caldas, MG, é noviço da Congregação dos  Rogacionista. Ele narrou o que está significando esta experiência orante deste livro tão dialético. “Participar de um momento de espiritualidade focado na leitura do Apocalípse para nós que somos da VR é conseguir resgatar o sentido da fertilidade. A mulher que é atormentada pelo dragão sabe a finalidade da sua dor. É a mulher que no parto faz o nascimento do menino e traz para toda vida religiosa o sentido da sua fertilidade. Um religioso, uma religiosa que não consegue entender o sentido da sua fertilidade fica complicado fazer com que todo o povo de Deus possa celebrar as suas núpcias. Esse seminário é um fortalecimento da espiritualidade no sentido de que imbuídos pelo sangue do cordeiro e fortalecidos na espiritualidade que nos congrega possamos e enquanto vida e liturgia, celebrar as núpcias do Cordeiro’, narrou.

O Seminário segundo os organizadores quer ser mais um momento de meditação e oração. Os Religiosos e Religiosas presentes no evento celebraram uma Eucaristia para a qual todos foram vestidos de branco, conforme a biblista Irmão Zenilda Petry, para fazer referência ao 5º selo do Apocalípse,  onde sobre o altar está a vida dos imolados por causa da Palavra, eles vestiram as suas vestes brancas e alvejaram-nas no sangue do Cordeiro. “Alvejar para a Vida Religiosa significa intensificar, dar mais vigor ao nosso seguimento de Jesus. É assumir o projeto de Jesus que inclui mística, profecia e martírio, disse.

Pertencente a uma comunidade intercongregacional da CRB  de Minas, em Felisburgo, norte de Minas, Irmã Reginalda Mendes Barbosa  da Congregação das Filhas de Jesus, relata que este momento de leitura orante é iluminador para a sua missão. “Encontro a comunidade dentro do Apocalipse que é essa luta constante entre o dragão e a vida, a morte e  a vida, a perseguição e a luta. Está sendo muito iluminador perceber que a vida tem mais força. A vitória vem pouco a pouco. É um reabastecimento, aqui é um deserto onde paro para pensar a vida, qualificar a resposta, redefinir projetos mas com muita abertura, o projeto maior é o Dele.

Irmã Reginalda ressaltou ainda a importância da intercongregacionalidade para a Vida Religiosa do Brasil. “É o caminho da Vida Religiosa hoje, porque não é o meu carisma, da outra, mas o seguimento de Jesus. Dessa forma vamos conseguindo tecer uma fraternidade enriquecida  com as espiritualidades diferentes: cada uma com seu jeito de ser, com sua mística, mas somando . Esse é o enriquecimento para a nossa vida consagrada. Acho que esse é um momento de graça para nós. A nossa fraqueza vai nos mostrando de onde que vem a força: não é a minha congregação, não é a sua mas a vida consagrada assumindo o processo de evangelização”, afirmou.

O Presidente Nacional da CRB, Irmão Paulo Petry esteve presente no Seminário, abençoou e recebeu bênçãos dos Religiosos que se mostraram satisfeitos com a presença do presidente que participava pela primeira vez, depois de ser eleito, de um encontro da Vida Religiosa. Para o presidente este Seminário Bíblico é um momento de renovação espiritual para a Vida Religiosa. “A CRB participa através de todas essas Congregações, através da equipe que preparou e quando ela (a CRB) participa, se renova”, relatou.

O Seminário de Espiritualidade Bíblica encerra neste sábado, 17. Veja imagens aqui.

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »