Papa pede fim da violência na República Centro-Africana

Cidade do Vaticano (RV) – Após a oração mariana do Angelus, o Papa Francisco pediu o fim da violência na República Centro-Africana:

“Queridos irmãos e irmãs, os episódios dolorosos que nestes últimos dias pioraram a situação delicada da República Centro-Africana causaram em mim grande preocupação. Faço um apelo às partes envolvidas para que ponham fim a este ciclo de violência. Estou próximo espiritualmente aos Padres combonianos da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Bangui, que acolheram vários deslocados. Manifesto a minha solidariedade à Igreja, às outras confissões religiosas e a toda a nação centro-africana, tão duramente provada, que fazem todos os esforços para superar as divisões e retomar o caminho da paz. Para manifestar a proximidade na oração de toda a Igreja a este país aflito e atormentado, e exortar todos os centro-africanos a serem cada vez mais testemunhas da misericórdia e da reconciliação, no domingo, 29 de novembro, pretendo abrir a porta santa da catedral de Bangui, durante a viagem apostólica que espero realizar a esta nação.”

A seguir, o pontífice saudou os fieis provenientes de várias partes do mundo e recordou a fundadora da Congregação das Irmãs Oblatas do Sagrado Coração de Jesus, Madre Teresa Casini, beatificada neste sábado (31/10), em Frascati, cidade próxima a Roma.

O Papa saudou os participantes da Corrida e da Marcha dos Santos promovidas pela Fundação “Dom Bosco no mundo” e pela associação “Família pequena Igreja”.

Francisco recordou que na tarde deste domingo (1º/11) visitará o Verano, principal cemitério de Roma, para se unir em oração às pessoas que vão aos cemitérios em várias partes do mundo rezar pelos seus entes queridos. (MJ)

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »