Novena Missionária: 7º Dia – A Vida Consagrada na Igreja

Por Assessoria de Imprensa| 27.10.2015| O papa Francisco proclamou 2015 como o Ano da Vida Consagrada, com o tema “A Vida Consagrada na Igreja hoje: Evangelho, Profecia e Esperança”. É um tempo de graça para todos os consagrados e consagradas voltarem-se à origem dos carismas específicos das congregações e atualizá-los, segundo os critérios do Evangelho.

Na riqueza dos carismas, a Vida Religiosa mostra ao mundo a alegria interior de pessoas que encontraram em Cristo a verdadeira esperança. Entre os mais de 2.000 missionários e missionárias brasileiros no exterior, cerca de 90% pertencem à Vida Religiosa Consagrada, em especial, feminina.

Assistir ao DVD da Campanha Missionária, 7º Dia

– O que mais lhe chamou atenção no Vídeo?

Em dois mil anos, inúmeros cristãos sacrificaram a vida para permanecerem fiéis a Cristo, muitos deles foram pessoas de Vida Religiosa Consagrada. Nomes conhecidos como Irmã Dorothy, Irmã Adelaide, padre Ezequiel Ramin, Padre Josimo, ou anônimos, todos são fermentos do Reino. E mesmo pregados em uma cruz, os mártires são fermento do Reino e produzem frutos para a vida eterna.

A Vida Consagrada mostra ao mundo que existem mártires também da caridade, de um “martírio cotidiano” que nem sempre passa pelo sangue, mas pela lógica de Jesus, do amor-serviço, da doação. Não dá para conceber a consagração a Deus para a missão sem entender o martírio como fidelidade. A Igreja não precisa de mártires pelo sangue, mas primeiramente de pessoas fiéis à sua missão. As suas vidas já foram doadas no momento de sua consagração e enquanto houver esse martírio, a fidelidade a Cristo, haverá credibilidade, profecia e esperança.

Testemunho

Nesse relato da minha experiência como Irmão Marista e catequista gostaria de dizer o quanto está sendo significativo servir nessa parte da Igreja, na cidade de Porto Velho, em Rondônia.

Desde a década de 80, iniciei minha jornada como catequista e paralelamente como estudante de magistério para ser professor na cidade de Manaus (AM), onde nasci. Em 1984 comecei atuando como catequista na comunidade Santa Cecília, na paróquia de Santa Rita de Cássia, ficando aí até 1988.

No ano seguinte fui enviado à cidade de Lábrea (AM) para iniciar o aspirantado com os Irmãos Maristas das escolas. Fiquei lá um ano, atuando como catequista e professor na Escola Santo Agostinho. Entre os anos 1990 e 1992 dei continuidade à minha formação (postulado e noviciado) em Belo Horizonte (MG). Após a primeira profissão Religiosa fui enviado a várias dioceses onde atuei como catequista e professor no desejo de servir a crianças e jovens mais carentes.

A minha missão predileta sempre foi ser catequista. Trabalhei como coordenador paroquial, diocesano e, atualmente, como articulador da Animação Bíblico Catequética do Regional Noroeste da CNBB.

A essa missão de educador e catequista, também acrescentei a de atender às pessoas na saúde, com terapias de bio saúde, tratamento esse muito praticado em nossa região, principalmente para aqueles que não têm atendimento médico convencional.

Ciente de que nossos jovens sofrem tantas necessidades, em todos os sentidos, faço da minha caminhada de consagrado uma constante entrega a Deus no serviço e na doação ao povo amazônico, em que procuro ser fermento do Evangelho, profecia e esperança.

Sinto-me feliz juntamente com meus coirmãos de congregação em poder servir as crianças e os jovens aqui em Porto Velho na missão de dar a conhecer Jesus Cristo por meio de Maria. Nisso se resume a nossa missão na Igreja e no mundo como Irmãos consagrados.

Ser irmão religioso hoje, consiste em dar testemunho. Um consagrado não é importante pelo que faz, mas sim pelo que é, por sua essência, seu jeito de ser, na forma de se comunicar. Na Igreja, não somos uma intermediação entre o padre e o leigo. Também não somos padres pela metade, mas temos uma identidade própria que nos caracteriza como consagrados na Igreja. Somos homens que, primeiramente pelo batismo e pela consagração, desejamos expressar, pelos conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência, a nossa radicalidade em seguir o mestre Jesus. Assim é o Irmão consagrado.

Irmão Jorge Luiz Maia, é Marista e articulador da animação bíblico- catequética do Regional Noroeste.

Compromisso

Conhecer os carismas das Congregações e Institutos de Vida Consagrada atuantes na diocese ou na cidade. Identificar o número e o nome de religiosos e religiosas da região que estão além-fronteiras.

Fonte: POM

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »