Nota da CLAR sobre caso George Floyd

Confederação Latino-Americana dos Religiosos (as) – CLAR

Façam Tudo o que Ele disser! Esta é a hora!

Bogotá, D.C. 03 de junho de 2020

Como comissão da Vida Religiosa Afro da CLAR, nos solidarizamos com a família de George Floyd e dos assassinados pelos preconceitos e racismos. Sentimo-nos fraternalmente unidos com os membros da Vida Religiosa dos Estados Unidos, que também sentem-se feridos e humilhados com todos os irmãos Afro deste país, devido aos atuais acontecimentos.

Mulheres e homens de boa vontade estamos indignados pelo ato criminal contra nosso irmão George Floyd em plena avenida em Minneapolis, uma cidade dos Estados Unidos, país que se diz defensor dos direitos humanos e que condena e castiga com retaliações econômicas e políticas a outros países, especialmente da América Latina e Caribe.

O sangue de nosso irmão George grita ao Deus da vida junto com o sangue de tantos (as) irmãos (as) Afro de ontem e de hoje. Estamos convencidos de que Deus escuta o grito de nossos irmãos afro-americanos e baixa em sua defesa, servindo-se também de todos e de cada um (a) de nós, não apenas para aliviar a dor, mas para chegar àquilo que os Bispos dos Estados Unidos definem como uma mudança sistêmica profunda, que chegue a toda América e ao mundo, aonde finalmente tenham espaço a justiça e a paz. Não se trata de uma opção, é questão de vida e de morte, como dizia Martin Luther King: “ou nos salvamos juntos ou afundaremos todos”.

Como Vida Religiosa Afro, imbuídos de uma conversão pessoal, comunitária e da sociedade civil, ou seja, por uma mudança de rumo, confiando que não seja demasiado tarde. Como Jesus, o bom Samaritano, nos comprometemos a estar próximos de nossos (as) irmãos e irmãs nesta década dos afrodescendentes, proclamado pela ONU, Europa e América.

Que o Espírito, força criadora e transformadora, nos mova como mulheres e homens de qualquer raça ou credo a professar que outro sistema mais justo e igualitário é possível e nos comprometemos a construir desde agora o Reino nesta nossa humanidade, para que a morte de tantos George Floyd não seja inútil.

Aos (as) Mártires Africanos, aos santos (as) afro-americanos e nossos ancestrais obtenham, junto com Maria do Magnificat a vontade e a energia para vencer o ódio e toda forma de discriminação.

Comissão CLAR Vida Religiosa Afro

Presidência e Secretariado da CLAR

PROT: 6.1.3ª-06

Com. VR Afro CLAR_Solidaridad muerte George Floyd

Posts relacionados