Morre Irmã Miria Kolling, um dos grandes nomes da liturgia no Brasil

Faleceu na sexta-feira, 05 de maio, em São Paulo (SP), Irmã Miria Therezinha Kolling, um dos grandes nomes da música litúrgica no Brasil. A religiosa morreu após sofrer um infarto fulminante enquanto era submetida a um procedimento de angioplastia. Velório e sepultamento aconteceram no sábado e domingo, na capital paulista.

No dia 19 de abril, Irmã Miria sentiu dores no peito e foi internada no dia seguinte no Hospital Santa Virgínia. Após ser diagnosticado o infarto, foi submetida a um cateterismo. Desde então, aguardou as condições favoráveis para ser submetida a uma angioplastia, que foi realizada na tarde deste dia 05 de maio. Durante o procedimento, a religiosa sofreu um infarto fulminante e faleceu. Irmã Miria tinha 77 anos, destes, 54 de Vida Religiosa Consagrada na Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria e 46 anos de caminhada musical.

O Velório, no sábado e domingo, aconteceu no Educandário São José do Belém ( Rua Belém, 129, bairro Belenzinho). No sábado, às 17h30, o arcebispo de São Paulo, cardeal Dom Odilo Pedro Scherer presidiu Santa Missa. No domingo, o corpo da Irmã Miria foi levado para a matriz da Paróquia São José do Belém. Às 12h30 foi celebrada a Missa de Corpo Presente, seguido de sepultamento no Cemitério Santíssima Trindade.

Em Porto Alegre(RS), Irmã Marlise Hendges, Diretora Geral da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria emitiu nota de pesar e destacou: “Hoje, a própria Irmã Miria está na presença de Deus, contemplando face a face o que Deus preparou para ela”; e completou: “Em nome da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, agradecemos a doação de Ir. Miria, que se deixou iluminar e conduzir pela Divina Ruah, na composição das belíssimas canções que, com poesia e musicalidade, contribuem ao enriquecimento da Liturgia, à aproximação das pessoas e ao encontro com Deus.”

Trajetória: “Tudo por causa de um grande amor”

Irmã Miria Therezinha Kolling foi uma grande missionária. Evangelizou através da música! Seja cantando para os Papas São João Paulo II e Francisco, ou nas comunidades pelo Brasil, seu entusiasmo era o mesmo e encantava a todos. Nascida no dia 28 de maio de 1939 em Dois Irmãos, Rio Grande do Sul, aprendeu ainda bem jovem a amar e cultivar a música. Ingressou na Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria onde teve oportunidade de aprofundar seus estudos musicais.

Cursou Pedagogia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Santos (Licenciatura Plena) e Música – bacharelado em Instrumento – Piano, na Faculdade de Música de Santos.

Em 1981 participou do Simpósio Internacional de Música Sacra e Cultura Brasileira, realizado em São Paulo (SP), evento que lhe abriu caminhos para seu aprofundamento em música sacra na Alemanha e na Áustria. Em 1989 mudou-se para São Paulo. Desde então não parou! Participou de Congressos, Festivais, Encontros de músicos pela CNBB, Semanas de Liturgia, bem como das Campanhas da Fraternidade, tendo já composto diversos hinos.

Publicou mais de 600 obras musicais, abrangendo Missas, catequese, hinos diversos e outros cantos. A irmã também escreveu livros, dedicando-se às orientações sobre canto e liturgia. Incansável, viajou o Brasil e o exterior dinamizando cursos de liturgia e canto.

Suas duas últimas obras foram lançadas pela gravadora Paulinas-COMEP: “Tudo por causa de um grande amor” (2015) e “Glorifica minha alma ao Senhor” da Missa oficial jubilar para os 300 anos de encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida (2016). No CD lançado em 2015, Irmã Miria cantou o seguinte refrão: “Amanhã, se eu acordar, Deus estará comigo. E se eu não acordar estarei com Ele!”.

 

Posts relacionados

É Advento!

É Advento! Tempo de caminhar na esperança! Tempo de esperançar! Tempo de estar vigilantes e atentos aos sinais dos tempos! Atentos aos sinais de que

Leia mais »