Seis membros da ordem religiosa Irmãs Servas do Lar da Mãe, incluindo uma jovem irmã da Irlanda do Norte, estão entre os mortos no maior terremoto desde 1979 a atingir o Equador.

A reportagem foi publicada por National Catholic Reporter, 18-04-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

A Irmã Clare Theresa Crockett, 33, de Londonderry, na Irlanda do Norte, morreu enquanto conduzia algumas crianças para um lugar seguro em uma escola em Playa Prieta, onde estava ensinando jovens a tocar violão, segundo um comunicado divulgado pela ordem religiosa com sede na Espanha.

O seu corpo foi encontrado sob os escombros na segunda-feira, 18-04-2016, acerca de 36 horas depois de o terremoto de magnitude 7,8 atingir a região da Costa do Pacífico do país latino-americano.

Cinco postulantes equatorianas também morreram no evento. A ordem das irmãs as identificou pelos seus primeiros nomes: Jazmina, Maria Augusta, Maira, Valeria e Catalina.

As seis estiveram entre as pelos menos 350 pessoas que morreram no terremoto massivo que atingiu comunidades na parte norte do país. Autoridades relataram que aproximadamente 3 mil pessoas ficaram feridas e que inúmeros prédios ficaram destruídos ou danificados.

O Catholic Relief Services, agência de ajuda humanitária e desenvolvimento dos bispos dos EUA, está trabalhando junto a organizações locais para determinar a melhor forma de responder às comunidades mais afetadas pelo tremor. Água, alimentos e abrigos de emergência são as maiores necessidades, segundo se lê no sítio eletrônico da agência religiosa americana.

“Algumas das províncias mais pobres localizam-se perto da costa e pensamos que milhares de pessoas precisam de ajuda imediata”, afirmou Tom Hollywood, representante da Catholic Relief Services para a América do Sul em um comunicado.

Algumas das comunidades mais atingidas na zona do terremoto, incluindo as províncias de Esmeraldas e Manabi, estavam inundadas com as chuvas e alagamentos que ocorreram dias antes do desastre, tornando-as propensas a possíveis deslizamentos e complicando os esforços humanitários, segundo a agência.

“Está sendo bastante difícil entrarmos em contato com os nossos parceiros locais”, disse Tom, explicando que as redes de comunicação estão desligadas ou funcionando intermitentemente. “Na noite passada, até mesmo aqui em Quito, a rede inteira de comunicação ficou fora do ar”.

O Papa Francisco enviou palavras de condolências ao Equador e ao Japão após rezar a oração do “Regina Coeli” com peregrinos reunidos na Praça de São Pedro no domingo.

A região de Kyushu, no Japão, ficou abalada por dois fortes terremotos no sábado e no domingo, matando 41 pessoas, ferindo centenas e forçando 180 mil a sair de suas casas.

A Conferência Episcopal equatoriana ofertou orações pelas vítimas em um comunicado no domingo enviado à agência noticiosa vaticana Fides.

“Os nossos pensamentos vão especialmente aos nossos irmãos e irmãs nas províncias de Manabi e Esmeraldas, que de longe parecem ser os mais afetados, e convidamos a todos a participar da coleta nacional para as vítimas a fim de ajudarmos em suas necessidades mais urgentes”, diz o comunicado.

Em reportagem publicada no jornal Belfast Telegraph, da Irlanda do Norte, a família da Irmã Clare Theresa Crockett a descreveu como uma “super-star”, enquanto alguns amigos disseram que ela levantava o astral de todos quando chegava em algum ambiente social. Um parente contou ao Derry Journal que ela era “o diamante da família”, que morreu da forma como vivia: “ajudando as pessoas”.

O jornal londrino Independent informou que Clare Theresa Crockett quis ser atriz, tendo escrito e atuado em produções teatrais locais. Ela admitia ter passado fins de semana bebendo e participando de festas noite a dentro antes de se juntar às Irmãs Servas do Lar da Mãe. Ela teria descoberto a ordem religiosa por acaso, quando se inscreveu para uma viagem gratuita de 10 dias à Espanha, achando se tratar de uma oportunidade para novas festas. Após saber que era uma peregrinação com mulheres de meia idade em sua maioria – peregrinação ao mosteiro do século XVI, de propriedade da ordem religiosa –, ela tentou voltar atrás, mas acabou indo e descobrindo a sua vocação religiosa.

Em um comunicado, a ordem religiosa disse que estava de luto pela perda de suas seis membros, mas que sabia que a “morte não é o fim do caminho”.

“A Irmã Clare passou quase 15 anos de sua vida em consagração ao Senhor. Ela era uma irmã genial, com um dom especial para o trabalho junto às crianças e jovens”, lê-se no texto divulgado.

“As postulantes haviam entrado na ordem a apenas um ano atrás e estavam generosamente se preparando para tornarem-se Irmãs Servas. E o Senhor encontrou todas elas preparadas”, diz o comunicado.

Três irmãs e as duas postulantes em Playa Prieta machucaram-se na queda de um prédio. Elas sofreram vários machucados, incluindo ossos quebrados e contusões, mas nenhum dos ferimentos representa uma ameaça à vida, disse a ordem religiosa na nota.

Fonte: Unisinos

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?