E “Deus viu que era bom” (Gn 1,10).

Por Edegard Silva Júnior|17.09,13| Quinta feira, dia 12 de setembro: Um grupo de religiosas de congregações diferentes, encontraram-se na estação rodoviária da cidade de Barreiras, estado da Bahia, que fica precisamente há 905 quilômetros da cidade de Salvador. Levaram apenas uma pequena mochila, sorriso nos lábios, esperança no coração. Assim, elas ganharam estrada…

Carinhanha, sertão da Bahia… outro grupo de religiosas tomaram o ônibus e seguiram para à capital baiana, há 900 km daquela cidade.

Em Malhada dos Bois, estado do Sergipe, um grupo de religiosas do núcleo de Propriá,   seguiram para uma viagem. O destino era a cidade de Salvador, que fica há 350 km daquele município.

Que movimento é esse? O que está acontecendo? Não saiu nenhuma notícia na televisão nem nos jornais  da Bahia e Sergipe?

Na verdade este mesmo movimento foi visto nas rodoviárias de outras cidades: Teixeira de Freiras, Eunápolis, Ilhéus, Itabuna, Amargosa, Jequié, Livramento, Caetité, Vitória da Conquista, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Ruy Barbosa, Aracaju, Estância, Barra, Irecê…

Algo estava para acontecer.  Algumas irmãs de hábito religioso, reconhecidas por pessoas que transitavam na estação rodoviária, comentavam: “Olha, a freira vai viajar!”… Outras religiosas, vestiam camisetas da Pastoral da Criança, da Semana Social Brasileira, do 13º Intereclesial das CEBs e camisetas da sua congregação. Uma pessoa conhecida da irmã, chegou até ela, e perguntou:

“Está indo pra onde irmã?”  Imediatamente ela respondeu:

– “Estamos indo pra Assembleia da CRB em Salvador. A cada ano acontece esta assembleia, e reúne 500 religiosas e religiosos da Bahia e Sergipe”.

– “Que legal irmã!  Lá vocês vão passear não é”?

– “Que nada, temos uma programação de estudo e partilha. Daqui mesmo não vão todas as irmãs. Vou representando nosso grupo. Aí a responsabilidade aumenta ainda mais. Lá,  as comunidades religiosas de Salvador, nos acolhem em suas casas. Chegamos pela manhã no local do encontro e só voltamos à noite”…

– “Está certo Irmã. Boa Viagem e bom encontro”!

Assim muita gente, na sua grande maioria, viajou a noite inteira, para na manhã de sexta feira 13, isso mesmo, sexta feira 13, iniciar os trabalhos da 47ª Assembleia da Vida Religiosa presente na Bahia e Sergipe.

Sexta feira 13 – sorte nossa! Nesse dia nada deu errado, não teve gato nem escada que viesse atrapalhar nosso trabalho. Pelo contrário, reunimos os coordenadores dos grupos (são 23 em nossa regional), coordenadores dos núcleos (são 28 núcleos) , Provinciais que moram na Bahia e Sergipe e,  a equipe de Coordenação. Nossa alegria foi redobrada com a presença da Irmã Maria Inês,  Vice Presidente da CRB Nacional que esteve presente conosco.

Pe Ionilton e Ir Iracilda que participaram da 23ª AGE em Brasilia de 15 a 19 de julho, contaram para nós o que foi significativo nesta assembleia.  Fizemos a partilha da vida econômica da regional. Vimos as mudanças no estatuto da CRB Nacional e concluímos a parte da manhã.

Pela parte da tarde, retomamos as novas prioridades assumidas na 23ª AGE. Em pequenos grupos procuramos ver como vamos concretiza-las a nível regional. No final do dia foi apresentado as estatísticas e o quadro da presença da VRC na Bahia e Sergipe.

Assim foi o primeiro dia. E “Deus viu que era bom”(Gn 1,10).

No sábado dia 14, as religiosas(os) chegaram de todos os cantos. Mochila, mala, marmita. Era um movimento bonito de se ver… E o que dizer do local? Uma equipe decorou de forma tão simples e bonito o nosso espaço… Era o Instituto Social da Bahia (ISBA) das Irmãs Filhas do Coração de Maria, que fraternalmente abriram as portas do Colégio e acolheram A VRC da Bahia e Sergipe. Mais do que isso: colocaram à disposição da VR muitos dos seus colaboradores… Quanto gesto bonito! E olha que aqui é apenas um resumo rápido, porque três religiosas tiveram o carinho em registrar e secretariar nossa assembleia.

Cada momento orante já havia sido distribuído por muitos núcleos. Todos nos ajudaram a rezar. A equipe de animaçao não deixava ninguém cochilar…

A Irmã Anette assumiu a introdução ao tema da assembleia e nos contextualizou o evangelho de Lucas 24,13-35, o episódio de Emaús, dando-lhe um enfoque latino-americano. Vocês aguardem porque, muita gente veio pedir o texto  e,  as secretárias em breve vão disponibilizar.

Vocês precisavam ver… aquele mundo de gente – 500 participantes, distribuídos em cinco painéis: O painel 01 com Irmã Idalina e Ir Rita, e o tema da Partilha; painel 02 com Henrique Peregrino, e o tema da escuta;  o painel 03 com Irmã Simone,  e o tema da Missão; o painel 04 com Irmã Laurinda, e o tema do diálogo e por último o Frei Luciano com o painel sobre a história… Era impressionante a participação de todas as pessoas… Quanta criatividade na metodologia.

Pela parte da tarde, os grupos partilharam o resultado dos painéis e Irmã Anette mais uma vez nos encantou com mais um mergulho no texto do evangelho de Lucas. Ela nos disse que seriam sete mergulhos… este era o sexto, e tratou do significado do  ardor do coração…

No final do dia,  tivemos quatro testemunhos. Este momento mexeu com todos nós. A juventude recordou a JMJ, as Novas Gerações partilhou o seminário nacional. Foi muito significativo a presença da Irmã Marcelina da Congregação Mestras Venerini, que tinha acabado de chegar do Haiti. Veio para um período de férias e descanso. A partilha da missão no Haiti comoveu toda Vida Religiosa.

Por fim, a Sra Jaqueline, que assessora a Rede um grito pela vida, deu-nos o  testemunho sobre a questão do tráfico, a partir de fatos reais. Esta partilha  deu o empurrão que faltava àqueles/as que ainda não tinham percebido a necessidade de abraçar esta causa.

O grupo Juventudes e Novas Gerações animaram o momento cultural… e foi segundo dia… E “Deus viu que era bom”(Gn 1,10).

Domingo – dia 15 – cedo a VRC chegou ao local do encontro. Precisamente 07h30 inciávamos a Eucaristia presidida por Dom Henrique, Bispo Auxiliar de Aracaju SE e referencial para a VRC no Regional Nordeste 3. Foi um momento sublime. Cantos, gestos, símbolos, homilia, partilha…

Logo que terminamos a Eucaristia, a Irmã Anette  convidou-nos ao último mergulho… entrar no mundo dos pobres… sua partilha deixou em nós o gosto em continuar a aprofundar o texto…

Irmã Maria Inês, fez uso da palavra e leu a mensagem enviada pelo Ir Paulo Petry, Presidente Nacional da  CRB e em seguida nos reunimos  por núcleo e por região…

Retomamos o trabalho 13h30 com a fila das comunicações e a partilha dos núcleos. Por fim,  o núcleo de Barreiras e Barra motivaram a oração do envio:

De duas em duas pessoas, tocando o coração, a cabeça e as mãos uns dos outros proferimos esta oração:

“A bênção da vida e da esperança te acompanhe!  Todas/os: Amém!

A benção da alegria e da gratidão invada todo o teu ser! Todas/os: Amém!

A bênção do testemunho e da coragem esteja em tuas ações! Todas/os: Amém!

A benção da sabedoria no anúncio brote como graça fecunda! Todas/os: Amém!

A bênção da partilha e comunhão esteja em tuas mãos! Todas/os: Amém!

A bênção da ternura e da adoração esteja em teu coração! Todas/os: Amém!

Abençoe-te o Deus todo poderoso e amoroso: Pai, Filho e Espírito Santo!

Todas/os: Amém”

Rapidamente, o espaço esvaziou-se e começou de novo o movimento nos pontos de ônibus e na estação rodoviária. Foi o retorno para as áreas de Missão! E naquele terceiro dia,  “Deus viu que era bom”(Gn 1,10).

Pe Edegard Silva Júnior, ms

Regional Salvador

Bahia/Sergipe

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?