A Presidente Nacional da CRB, Irmã Márian Ambrósio, participou, nos dias 09 a 11 de abril, em Roma, do Congresso Internacional sobre “Movimentos evangélicos”, “Igrejas pentecostais”, “Movimentos carismáticos”. O evento, organizado pela Conferência Episcopal Alemã, reuniu em torno do tema cerca de 80 pessoas de vários países.

De acordo com Irmã Márian, o congresso constatou que cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo identificam-se com as tendências pentecostais na manifestação da fé cristã. Esse fato apresenta desafios para as igrejas históricas, como a necessidade de flexibilizar suas estruturas para que sejam mais ágeis no processo de evangelização, a capacidade de atingir diretamente as pessoas pelo anúncio do Evangelho, o fervor e o testemunho público da fé cristã.

“O congresso possibilitou uma visão ampla do pentecostalismo em todos os continentes, tendo alguns países como exemplo: Costa Rica para a América Latina; Filipinas para?a Ásia, República do Sul da África, para a África, e Hungria para o leste europeu.
Destaque especial coube ao Cardeal Kurt Koch, Presidente do Pontifício Conselho pela Unidade dos Cristãos, e patrocinador do evento. O Cardeal Koch apresentou os esforços de diálogo da Igreja católica com comunidades pentecostais evangélicas e enfatizou a necessidade de ampliar os esforços desse diálogo em todos os países”, disse.

O tema da Vida Religiosa esteve constantemente presente ao longo das Conferências e debates, principalmente na perspectiva dos Institutos Religiosos Femininos. O melhor conhecimento da realidade, e as perspectivas apresentadas confirmam o desejo de vivência e testemunho sempre mais intensos do seguimento radical de Jesus como identidade vocacional de nossa opção.

“O que há de melhor aqui é vermos este fenômeno em âmbito realmente global: nós nos convencemos daquilo que já líamos, ou seja, que o fenômeno se registra em todos os continentes com matizes diferenciadas, e inclusive, está acontecendo até fora do cristianismo: é um fenômeno de renovação espiritual, de fervor religioso que acontece também em outras tradições religiosas. É ligado ao movimento da história hoje, portanto é um sinal que precisa ser lido tanto positivamente, como um sinal do Espírito, como também em suas patologias e deformações, porque a religião é um ingrediente de muita energia. Esta energia pode ser muito construtiva, mas se deixada ao acaso, pode se tornar destrutiva” relatou frei Luis Carlos Susin, ofmCap, teólogo e integrante da Equipe de Reflexão Teológica da CRB Nacional, em entrevista à Rádio Vaticana.

 

 

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?