Cidade do Vaticano, 08 dez (SIR) – O Papa destacou ao meio-dia deste domingo, 8, no Vaticano a celebração da solenidade litúrgica da Imaculada Conceição de Maria, “preservada do pecado original”, e disse que este dia recorda o projeto de Deus para humanidade “livre do pecado”. “Também nós, desde sempre, fomos escolhidos por Deus para viver uma vida santa, livre do pecado. É um projeto de amor que Deus renova sempre que nós aproximamos dele, especialmente nos Sacramentos”, disse Francisco, perante dezenas de milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro para a oração do Ângelus.

O Papa abordou a dimensão teológica do dogma católico, segundo o qual Maria nasceu sem o pecado original, “isto é, da fratura na comunhão com Deus, com os outros e com a criação que fere em profundidade cada ser humano”. “Esta fratura foi curada, em antecipação, na mãe daquele [Jesus] que veio libertar-nos da escravidão do pecado: a Imaculada está inscrita no desígnio de Deus, é fruto do amor de Deus que salva o mundo”, precisou. Francisco recordou que o Evangelho segundo São Lucas apresenta Maria como uma jovem de Nazaré, “pequena localidade da Galileia, na periferia do império romano e também na periferia de Israel, um pequeno país”. “Contudo, pousou sobre ela o olhar do Senhor, que a escolheu para ser mãe do seu Filho”, sublinhou.

O Papa convidou os presentes a repetirem a expressão “cheia de graça” que o Evangelho coloca na boca do anjo Gabriel, ao saudar Maria. “Quando o anjo a chama ‘cheia de graça’, ela sente-se muito perturbada, porque na sua humildade se sente um nada diante de Deus”, frisou. Francisco observou que, apesar das dificuldades, Maria “escuta, obedece interiormente e responde”: “Nossa Senhora nunca se afastou deste amor, toda a sua vida, todo o seu ser é um ‘sim’ a Deus, mas não foi fácil para ela”. “O mistério desta jovem de Nazaré que está no coração de Deus não nos é estranho, estamos ligados, Deus pousa o seu olhar de amor sobre cada homem e cada mulher”, prosseguiu. A solenidade (categoria mais elevada de celebração litúrgica) da Imaculada Conceição coincidiu este ano com o segundo domingo do Advento, tempo de preparação para o Natal, no calendário católico. Francisco destacou este fato e disse que a Virgem Maria mostra “como viver este tempo do Advento na espera do Senhor”.

Após a reza do Ângelus, o Papa aludiu ao 350.º aniversário da fundação da primeira paróquia católica na América do Norte, a de Notre-Dame, no Quebec, no Canadá. Francisco lembrou ainda que esta tarde vai rezar junto ao monumento dedicado à Imaculada Conceição na Praça de Espanha, centro de Roma. “Peço-vos que se unam espiritualmente a mim nesta peregrinação, que é um ato de devoção filial a Maria, para lhe confiar a cidade de Roma, a Igreja e toda a humanidade”, explicou.

Na volta ao Vaticano, o Papa vai fazer uma parada na Basílica de Santa Maria Maior, para rezar diante da imagem de Maria, ‘Salus populi romani (‘protetora do Povo Romano’). “Olhemos para ela (Maria) e deixemo-nos guiar por ela, aprendamos a ser mais humildes e também mais corajosos no seguimento da Palavra de Deus, para acolher o abraço terno do seu filho Jesus, um abraço que nos dá vida, esperança e paz”, disse Francisco, na sua catequese dominical. O monumento à Imaculada Conceição, na Praça de Espanha, foi inaugurado por Pio IX, em 1857, e a visita anual ao local começou no pontificado de João XXIII, em 1958.(fonte: verbonet)

Oração do Papa Francisco à Imaculada Conceição

Virgem Santa e Imaculada,
a Ti, que és a honra do nosso povo,
e a defensora atenta da nossa cidade,
(a Ti) nos dirigimos com confiança e amor.

Tu és a Toda Bela, ó Maria!
Em Ti não há pecado.

Suscita em todos nós um renovado desejo de santidade:
brilhe na nossa palavra o esplendor da caridade,
habitem no nosso corpo pureza e castidade,
torne-se presente na nossa vida toda a beleza do Evangelho

Tu és a Toda Bela, ó Maria,
Em Ti se fez carne a Palavra de Deus.

Ajuda-nos a permanecer na escuta atenta da voz do Senhor:
nunca nos deixe indiferentes o grito dos pobres,
não nos encontre distraídos o sofrimento dos doentes e dos carecidos,
comovam-nos a solidão dos idosos e a fragilidade das crianças,
seja sempre amada e venerada por todos nós cada vida humana.

Tu és a Toda Bela, ó Maria!
Em Ti, a alegria plena da vida bem-aventurada, com Deus

Faz com que não percamos o significado do nosso caminho terreno,
ilumine os nossos dias a luz gentil da fé,
oriente os nossos passos a força consoladora da esperança,
anime o nosso coração o calor contagioso do amor
permaneçam os olhos de todos nós bem fixos em Deus, onde há a verdadeira alegria.

Amém!

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?