ESCOLHE, POIS, A VIDA!

MANIFESTO DE INDIGNAÇÃO DA CRB NACIONAL PERANTE O CRIME AMBIENTAL EM BRUMADINHO, MG.

“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” (Dt 30,19).

Perante o crime ambiental que ceifou a vida de dezenas de irmãos e irmãs nossos em Brumadinho (MG), no dia 25 de janeiro de 2019, nós religiosos e religiosas do Brasil, bradamos por justiça, perante um sistema que privilegia a exploração e o lucro em detrimento da vida em suas mais variadas formas. Três anos após o rompimento da barragem em Mariana (MG), somos golpeados mais uma vez por outra tragédia ligada à Vale, demonstrando que os erros do passado nada nos ensinaram. Presenciamos a cada dia a cultura do descarte, como repetidamente nos alerta o Papa Francisco.

Nossa casa comum sofre com a atual política de licenciamentos da atividade minerária e a ineficácia dos governos, que falham no controle, fiscalização e monitoramento de barragens de rejeitos minerários. É urgente adotar medidas que evitem a ocorrência de novas tragédias semelhantes, num contexto de inseguranças reais.

O atual contexto nos obriga a uma reflexão séria sobre nosso modo de vida e de produção, bem como a rever nossa concepção de desenvolvimento. A crise sistêmica na qual estamos imersos nos faz inverter os valores mais fundamentais da existência em prol do lucro, muitas vezes escuso. “Convém evitar uma concepção mágica do mercado, que tende a pensar que os problemas se resolvem apenas com o crescimento dos lucros das empresas ou dos indivíduos” (LS 190).

Os assuntos ambientais não podem ser tratados de maneira isolada, fragmentária. “Trata-se de olhar a existência humana e por isso se questiona a orientação geral da vida, seu sentido, seus valores em relação com as condições da casa comum e o ambiente que, como família humana, estabelecemos no lugar que Deus em sua imensa bondade nos confiou” (CELAM, Carta Pastoral Discìpulos Misioneros Custodios de la casa comùn: Discernimiento a la luz de la Laudato Si, 2018, n.2).

Somos convidados e convidadas a uma ecologia integral, capaz de reconhecer o valor de toda obra criada, que convoca o ser humano como guardião primordial da vida. Não podemos mais separar o clamor da terra do clamor dos pobres que nela habitam. Cabe-nos o reconhecimento e a defesa do bem comum, a fim de que todos tenham vida e a tenham abundantemente. “Cuidar da criação é uma forma de louvar a Deus criador. É dar-lhe graças por sua maravilhosa obra e a responsabilidade que nos confiou” (idem, n.3).

A previsão do impacto ambiental dos empreendimentos e projetos requer processos políticos transparentes e sujeitos a diálogo, levando-se em conta as condições de trabalho e dos possíveis efeitos na saúde física e mental das pessoas, na economia local, na segurança. “Mas, no debate, devem ter um lugar privilegiado os moradores locais, aqueles mesmos que se interrogam sobre o que desejam para si e para os seus filhos” (LS 183).

“Como profetas da vida, queremos insistir que, nas intervenções sobre os recursos naturais, não predominem os interesses de grupos econômicos que arrasam irracionalmente as fontes de vida, em prejuízo de nações inteiras e da própria humanidade” (DAp 471).

Com Francisco de Assis, patrono da ecologia, com tantos irmãos e irmãs que tombaram pela defesa do meio ambiente, clamamos por um mundo onde todos possam viver dignamente.

 

Deus Onipotente, derramai em nós a força do vosso amor para cuidarmos da vida e da beleza.

Ó Deus dos pobres, ajudai-nos a resgatar os abandonados e esquecidos desta terra que valem tanto aos vossos olhos.

Tocai os corações daqueles que buscam apenas benefícios à custa dos pobres e da terra.

Obrigado porque estais conosco todos os dias.

Sustentai-nos, por favor, na nossa luta pela justiça, o amor e a paz (cf. LS 246).

 

Brasília, 30 de janeiro de 2019.

Vida Religiosa Consagrada do Brasil

CONFERÊNCIA DOS RELIGIOSOS DO BRASIL

SDS Bloco H, nº 26- Salas 501/517 – Ed. Venâncio II

70393-900 – Brasília/DF  –  Tel.: (61) 3226 – 5540

www.crbnacional.org.br

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?