Por Jaime C. Patias| 15.11.13| Brasília, o centro do Poder no Planalto Central, é sede do 9º Encontro Nacional Fé e Política. Mais de duas mil lideranças de diversos movimentos populares, entidades, sindicatos e partidos de todo o Brasil estão renidos nas instalações da Universidade Católica de Brasília (UCB), campus de Taguatinga Sul (DF), para refletir sobre “Cultura do Bem Viver: Partilha e Poder”.

O tema é continuação do 8º Encontro realizado em 2011 que apostou na busca da Sociedade do Bem Viver. “Estamos num impasse após 10 anos de governo do PT e PMDB. Ao contrário do que sonhávamos antes, o caminho da política partidária não é suficiente”, argumenta o sociólogo Pedro Oliveira, membro da Coordenação Nacional do Movimento Fé e Política. Para o sociólogo, só vamos sair dessa situação “se nos abrirmos ao pensamento não ocidental, ou seja, dos indígenas que não querem ser mercado, consumidores. O modo de vida deles é o da harmonia e da cooperação. Esse é o grande futuro, na contra mão do mercado. Aqui talvez esteja uma das dificuldades do encontro”, avalia Oliveira e complementa: “Somos por uma economia solidária, de partilha, do dom, da pobreza e não da abundância. Precisamos tirar da nossa cabeça que seremos felizes quando formos ricos. No planeta, não cabe sete bilhões de ricos. Os povos indígenas ensinam ser felizes com pouco, a Europa e os EUA não”.

Antes da abertura oficial na tarde desta sexta-feira, 15, um ato lançou o Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema político brasileiro, a ser realizado de 1º a 7 de setembro de 2014, antecedido por formação e organizado por movimentos sociais, Centrais Sindicais, partidos políticos, pastorais sociais e pela Plataforma dos Movimentos Sociais para a Reforma do Sistema Político.

Daniel Seidel, coordenador geral do 9º Encontro de Fé e Política prevê que,“a preparação desse Plebiscito vai gerar “uma grande mobilização de base para que o tema seja discutido em todos os segmentos da sociedade. Está previsto para o mês de dezembro um processo de formação dos multiplicadores do Plebiscito. Ao mesmo tempo, no dia 27 de novembro, em todo o Brasil, serão coletadas assinaturas da iniciativa Popular da Coalizão da qual a CNBB também participa. O objetivo é uma maior participação popular nos processos decisórios conforme já discutido pela 5ª Semana Social Brasileira no mês de setembro”. Sobre o tema Seidel destaca que “o povo precisa partilhar o poder, o povo quer partilhar o poder, queremos a cultura do Bem Viver”.

Ele adianta que, o Movimento Fé e Política pretende transformar o dia 15 de novembro, Dia da República, num Dia Nacional de Luta a exemplo do que já acontece com o Grito dos Excluídos no dia 7 de setembro.

O ambiente das grandes conferências que terão lugar neste sábado, 16, está decorado com árvores de ipê floridos. Durante o Encontro, uma ação simbólica irá plantar no Campus da Universidade, nove mudas desta árvore típica do cerrado no Planalto Central. Com isso, cada participante no evento, receberá nove sementes de ipê de várias cores para multiplicar a ação em sua casa ou cidade. “Nove para repor o carbono gasto em média por cada pessoa”, explica Daniel.

Na programação, além de conferências centrais com a participação de Frei Betto, Paul Singer e Graciela Chamorro, estão previstos 26 Fóruns temáticos. Durante o evento acontece ainda, o lançamento da Agenda Latino-Americana e atividades culturais.

As palavras de abertura proferidas pelos convidados a compor a mesa, faziam memória da caminhada onde lideranças históricas foram lembradas: dom Tomás Balduino, dom Pedro Casaldáliga, dom José Maria Pires, dom Waldyr Calheiros, Carlos Mesters, pastores e pastoras evangélicos.

“É uma alegria vir aqui buscar energia para continuar na luta. Somos herdeiros da corrente que vem de Jesus e que passa pelo papa Francisco e por tantos profetas da história, dos que resistiram, dos que foram perseguidos…”, afirmou o ministro Gilberto Carvalho, secretário Geral da Presidência da República e um dos fundadores do Movimento Fé e Política.

O secretário da cultura do Distrito Federal, Hamilton Pereira sublinhou a face ecumênica do Movimento. A mística que abriu os trabalhos trouxe para o palco montado no Ginásio da UCB, os elementos da criação: fogo, água, terra e ar, seguidos da Palavra de Deus. Romi Bencke, secretária do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), definiu a esperança dos militantes. “Nossa esperança é de um novo céu e uma nova terra, sem dor, sem luto, sem grito, por que Deus estará conosco”. A pastora luterana lembrou ainda a herança das religiões de matizes indígenas e africanas.

A maioria dos participantes são lideranças de movimentos sociais e comunidades cristãs, mas entre os presentes estão vereadores, prefeitos, deputados estaduais e federais a exemplo de Cláudio Vereza (PT) de Vila Velha (ES). “As lideranças políticas vindas das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) se engajaram no movimento partidário que se elegeram ficaram sem espaço para refletirem e alimentarem a sua própria fé. O Movimento é esse espaço”, destaca o deputado que é cadeirante.

As famílias de Taguatinga abriram as portas de suas casas para acolher de forma solidária os participantes, que até domingo, 17, juntos alimentam o sonho em uma sociedade do Bem Viver.

Criado em 1989 no Rio de Janeiro, o Movimento Nacional Fé e Política, em 2014, completará 25 anos. A sua missão regida por uma Carta de Princípios, é a de proporcionar aos cristãos engajados na política um espaço de reflexão das atividades à luz da fé, dos valores evangélicos no contexto das desigualdades da realidade social.

Memória

O 1º Encontro aberto a todos aconteceu no ano de 2000, em Santo André, SP, com a participação de quase 2.000 pessoas. Em 2002, o 2º Encontro foi em Poços de Caldas, MG, com 4.000 participantes. O 3º Encontro em 2003, em Goiânia, GO, reuniu 6.000 pessoas. Em Londrina, PR, no 4º Encontro de 2005 participaram 5.000 pessoas. Em 2006 o 5º Encontro de Fé e Política aconteceu em Vitória, ES com 4.000 participantes, o 6º foi realizado em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, RJ, em 2007 com a participação de 5.000 pessoas, e o 7º teve lugar em Ipatinga, MG, em 2009 e registrou a presença de 5.000 pessoas; a cidade de Embu das Artes (SP) acolheu nos dias 29 e 30 de outubro de 201, o 8º encontro com a participação de 3.500 pessoas.

Confira o site oficial do Movimento: www.fepolitica.org.br

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?