Aparecida, SP, 25 fev (A12/SIR) – O Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida e presidente da Comissão Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), recebeu na manhã deste domingo (24), jornalistas de veículos nacionais e internacionais, um dia antes de embarcar para Roma, onde participará do Conclave que escolherá o novo Pontífice. Dom Damasceno falou sobre os critérios que devem ser levados em conta para a escolha do chefe da Igreja Católica, bem como os desafios atuais e futuros, diante do contexto de mudanças e transformações da sociedade.

Ao falar sobre o perfil do novo papa, o cardeal defende que o sucessor de Bento XVI, deverá ter uma forte experiência espiritual, teológica, filosófica, intelectual e acima de tudo, aberto ao diálogo, tão necessários com as demais religiões. Entre os inúmeros desafios pelos quais enfrentam a sociedade e Igreja nos tempos atuais, Dom Raymundo Damasceno destacou a desigualdade, o diálogo e as transformações da comunicação. “O capital, a desigualdade entre os povos, o diálogo inter-religioso, e o próprio diálogo ecumênico dentro das Igrejas Cristãs, bem como as mudanças na comunicação e novas tecnologias são questões latentes que precisam de atenção imediata da Igreja”, apontou o cardeal. Ao ser questionado sobre a importância da América Latina para a Igreja, Dom Damasceno, reconheceu a tamanha colaboração do continente.

“Cerca de 44% dos católicos do mundo estão concentrados no continente latino americano, trata-se de um número expressivo de fiéis, de uma fé fervorosa e atuante. A Igreja é por natureza missionária e a América Latina tem dado um exemplo muito grande disso, para fazer de nossa Igreja uma Igreja que vive em estado permanente de missão e não uma Igreja acomodada, não uma Igreja contente com aquilo que já tem e conseguiu, mas que está sempre num processo cada vez mais dinâmico, de levar o evangelho a todas das pessoas.”, disse.Na ocasião, Dom Damasceno lembrou que o documento de Aparecida foi bastante citado durante o último Sínodo dos Bispos, realizado em outubro de 2012.

Em entrevista exclusiva ao Portal A12, Dom Damasceno pediu aos brasileiros que rezem pelo momento em que a Igreja tem passado. “Nós convidamos os fiéis do Brasil que rezem para que o Espírito Santo iluminem os cardeais que vão escolher o novo papa. Que o Espírito Santo ilumine a cada cardeal para que possamos discernir qual é o melhor cardeal que melhor convém para ser papa nos tempos atuais diante de tantos desafios que a sociedade e Igreja hoje tem pela frente, de tantas exigências hoje para o exercício do pontificado.

Essa é a nossa preocupação não estar preocupado que seja um brasileiro, um europeu, um africano, isso é secundário não é tão essencial”, disse Dom Damasceno. Aos jovens, Dom Damasceno pediu que rezem pela JMJ Rio2013. “Que rezem pelo novo papa em sua primeira viagem intercontinental que deverá ser em julho, no Brasil, durante a Jornada Mundial da Juventude. Que os jovens se preparem para a Jornada, para a visita do novo Pontífice, e que nos unamos em oração para êxito dessa viagem para o bem da nossa juventude”, disse Dom Damasceno.

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?