HAITI – MISSIONÁRIOS BRASILEIROS NAS TRILHAS DA MISERICÓRDIA!

A partir do dia 26 de outubro de 2016, após a visita da Comunidade Intercongregacional e Franciscanos que residem em Porto Príncipe às comunidades religiosas  que ficam  nas áreas de Grand´Anse e Okay, por onde passou o furacão Matthew, religiosos brasileiros presentes no Haiti se  organizam e partem em missão junto  a seu povo em especial nos locais mais isolados onde não chegam outros recursos, para assistência em Clínica Móvel e outras atividades.

Graças à ajuda de pessoas e congregações na aquisição de medicamentos, Irmã Neuza Lovais e sua comunidade, da Congregação das Irmãs do Coração de Maria, organizaram uma primeira jornada para Jeremie, Grand´Anse, pois a desolação é grande, a chuva continua, e o povo na sua maioria não tem teto nas casas ou não tem casa, não tem igrejas, não tem escolas, não tem onde se abrigar e se encontra na sua maioria doente.

Assim escreve Ir. Sueli da Congregação das Irmãs de Santa Catarina de Alexandria: “Aqui em Korail, Grand`Anse, a situação está de chorar, a chuva não dá tréguas. Tem gente até debaixo das rochas, pessoas idosas cegas, sem casa, vivendo na lama. O poder público ausente. Meu Deus, como ajudar tanta gente desabrigada, passando frio, fome e na lama!”

Provocadas pela realidade na escuta da profecia: “Quem hei de enviar? Quem irá por nós?”. Ai eu respondi: eis-me aqui, envia-me aqui, envia-me a mim. Ele me disse: “vai e dize a esse povo (…)” (Is ,8-9ss)”. Aqui estamos.

Na missão, os dias começam de madrugada rumo às comunidades, onde pessoas aguardam para ajudar a carregar todas as coisas nas costas, ou na cabeça, montanha acima onde o carro não chega –  haja folego!

A emoção do encontro com as vítimas do furacão, marcadas pelas perdas de pessoas, de animais, de casa, de plantações, de tudo, menos da esperança e fé, o segredo que faz  suportar tamanha desolação é forte.

É solidariedade em rede, atuamos junto a outras organizações presentes na área devido ao furacão. Uma organização americana “Nom Samaritano”, em missão de , veio  trazendo lonas. E assim ajudamos na distribuição de lonas nas montanhas.

Outra atividade importante é a prevenção da doença com o tratamento da água. Mais uma atividade agregada à missão, com o grupo Filtrer z Agua. A entidade cede os filtros e os missionários ajudam na formação para a montagem e cuidados dos mesmos. Pois a cólera mata muitas pessoas devido à falta de água, e água potável. As pessoas nas montanhas vivem com o mínimo de água que buscam nos riachos que passam em baixo das montanhas. Devido à morte de animais e outras coisas, a água se torna muito suja. E este tratamento vem prevenir da cólera. “Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam”. (Isaias 40,31).

Sob a chuva fina e a estrada escorregadia, os missionários seguem. É o pneu que fura, a carro que atola, o pé que molha dentro do sapato…,  na força de todos os santos tudo se resolve e  a missão continua de comunidade em comunidade: Tifoli 206, Lamandye Natig 293, Bwaye 283 e outras mais virão.

Um primeiro grupo de missionários atuou nos dias 26 de outubro a 4 de novembro. Logo nos dias 5 a 11 partiu o segundo grupo que permaneceu na área até dia 12. E um novo grupo já está com pé na estrada rumo à região de Coray, sempre na força da missão e prova de fidelidade. “Eu estava doente e visitastes a mim, para cuidar da minha saúde, sem teto, desolado e viestes ao meu encontro…” (cf. Mt 25,36).

No momento a terceira equipe se encontra na estrada rumo à missão para os dias 24 a 30 de novembro em Jeremie e Koray.

E precisamos seguir na trilha da Misericórdia, com as mãos daqueles que buscam recursos e enviam para aquisição de remédios, lonas, água, comida, sementes… e os  pés de  quem parte  para alcançar os caídos pela força do furacão!

Da comunidade Inter, participaram, no primeiro grupo, Ir. Zenaide L. Mayer e Ir. Vanderléia Correia de Melo. As irmãs Ideneide Rego  e  Helena Margarida Schroeder, se encontram no terceiro grupo, que está nas montanhas,  no presente momento. “Quão formosos são, sobre os montes, os pés dos que anunciam a boa nova, que faz ouvir a paz…” (cf. Is. 52, 7ss).

Ir. Zenaide Laurentina Mayer,  FSJ  – Comunidade Intercongregacional Nazaré.

Haiti, 25 de novembro de 2016.

 

SDS Bloco H - nº 26 - Sala 507 - Edfício Venâncio II

CEP: 70393-000 - Brasília - DF - Brasil (061) 32265540 - Fax: (061) 3225 3409 crb@crbnacional.org.br

2018 - CRB Nacional.org.br

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?